«Escrever não é agradável. É um trabalho duro e sofre-se muito. Por momentos, sentimo-nos incapazes: a sensação de fracasso é enorme e isso significa que não há sentimento de satisfação ou de triunfo. Porém, o problema é pior se não escrever: sinto-me perdido. Se não escrever, sinto que a minha vida carece de sentido.»
de Paul Auster
"Saber que será má uma obra que se não fará nunca. Pior, porém, será a que nunca se fizer. Aquela que se faz, ao menos, fica feita. Será pobre mas existe, como a planta mesquinha no vaso único da minha vizinha aleijada. […] O que escrevo, e que reconheço mau, pode também dar uns momentos de distracção de pior a um ou outro espírito magoado ou triste. Tanto me basta, ou não me basta, mas serve de alguma maneira, e assim é toda a vida."
de Bernardo Soares

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

"O coração é um vasto cemitério"-Heiner Muller

XXV
querer escrever e não conseguir: as palavras ficam prisioneiras no peito, rochas cinzentas que se amontoam. todos sorriem à minha volta. passam me as mãos pelas costas, batem-me no ombro, dizem-me olá, acenam-me um adeus. porque é que não se calam?
sim, estou aqui, sentada, com frio. à espera que as horas passem, mas elas deslizam longas pelo dia cinzento, pelos dias solitários.
sim, estou aqui, sentada ao vosso lado, ouço as vozes que quero distantes, que quero silenciosas, sim, porque estou aqui, estou sozinha.

1 comentário:

  1. tanto que me dizem os teus textos...
    ando afónica, nada sai

    Beijo Laura!

    ResponderEliminar