«Escrever não é agradável. É um trabalho duro e sofre-se muito. Por momentos, sentimo-nos incapazes: a sensação de fracasso é enorme e isso significa que não há sentimento de satisfação ou de triunfo. Porém, o problema é pior se não escrever: sinto-me perdido. Se não escrever, sinto que a minha vida carece de sentido.»
de Paul Auster
"Saber que será má uma obra que se não fará nunca. Pior, porém, será a que nunca se fizer. Aquela que se faz, ao menos, fica feita. Será pobre mas existe, como a planta mesquinha no vaso único da minha vizinha aleijada. […] O que escrevo, e que reconheço mau, pode também dar uns momentos de distracção de pior a um ou outro espírito magoado ou triste. Tanto me basta, ou não me basta, mas serve de alguma maneira, e assim é toda a vida."
de Bernardo Soares

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Pedradas III

Uma vez ou Simplesmente

abrem-se as flores,
morrem as libélulas,
desprendem-se as rochas,
saboreia-se o fruto,
apodrece o pão,
cheira-se o mar,
bebe-se o bolor,

cai-se contra os joelhos,
voa-se sobre nada,

4 comentários:

  1. longe. muito longe do epitáfio...
    um abraço!

    ResponderEliminar
  2. Assis, sempre ouvi dizer: quem tem telhados de vidro não atira pedras, a não ser...
    ...que seja rápido, Fouad!

    O fim não se vislumbra, Jorge!

    Beijos

    ResponderEliminar