«Escrever não é agradável. É um trabalho duro e sofre-se muito. Por momentos, sentimo-nos incapazes: a sensação de fracasso é enorme e isso significa que não há sentimento de satisfação ou de triunfo. Porém, o problema é pior se não escrever: sinto-me perdido. Se não escrever, sinto que a minha vida carece de sentido.»
de Paul Auster
"Saber que será má uma obra que se não fará nunca. Pior, porém, será a que nunca se fizer. Aquela que se faz, ao menos, fica feita. Será pobre mas existe, como a planta mesquinha no vaso único da minha vizinha aleijada. […] O que escrevo, e que reconheço mau, pode também dar uns momentos de distracção de pior a um ou outro espírito magoado ou triste. Tanto me basta, ou não me basta, mas serve de alguma maneira, e assim é toda a vida."
de Bernardo Soares

sábado, 18 de fevereiro de 2012

esventrado VI


quero a manhã, como
um bicho lânguido
deixando-me espalhada
inerte ao longo de ti

quero a prisão das
tuas paredes nuas,
beber o hálito gelado
da tua boca em veneno

quero afinal, a insónia nas
noites sem data,
a pele húmida
a secura salgada na língua

Fotografia de Pedro Polónio, http://club-silencio.blogspot.com/

7 comentários:

  1. [o corpo que se faz casa deserta,

    por habitar cada manhã no mundo]

    um imenso abraço, Laura

    Leonardo B.

    ResponderEliminar
  2. Olá!
    É um grande prazer conhecer seu blog e poder ler o que escreves.
    Acredito que quando escrevemos com prazer conquistamos amigos e fiéis amantes das palavras. Sabemos o quanto é difícil levar a nossa voz, as nossas angustias os nossos sonhos às pessoas. Mas o mais importante é saber que você e eu gostamos daquilo que fazemos.E acreditamos que o mundo pode se tornar bem melhor através de nossos escritos.
    Grande abraço
    Se cuida

    ResponderEliminar
  3. Laurinha,
    o querer que se abastece na presença da falta, para querer mais e mais...

    beijinhos!

    ResponderEliminar
  4. Laurinha,
    ah! Lembrei-me de uma coisa:
    O teu time é o "Futebol Clube do Porto"?
    Se é, já tenho simpatia desde agora, pois o uniforme é muito parecido com o do meu Grêmio aqui de Porto Alegre (azul e branco), é isso? Só que o meu time é tricolor (azul, branco e preto).

    Que o Jorge não nos ouça! hahaha

    Beijão, retorno em março, sem falta!
    Ótimos dias para ti!

    ResponderEliminar
  5. Magnífico.
    Gostei muito das tuas palavras.
    Beijo, querida amiga.

    ResponderEliminar
  6. destino de pele é ser curtida pela voz poética do dia

    saudações, amiga poeta laura!

    ResponderEliminar
  7. o que sobra deste esvaziamento do ventre?

    ei, meninas (laura e cecília), sobre essas conversa em tons de azul e simpatias clubísticas, só quero dizer que ouvi, sim, e muito bem :)

    beijos!

    ResponderEliminar