«Escrever não é agradável. É um trabalho duro e sofre-se muito. Por momentos, sentimo-nos incapazes: a sensação de fracasso é enorme e isso significa que não há sentimento de satisfação ou de triunfo. Porém, o problema é pior se não escrever: sinto-me perdido. Se não escrever, sinto que a minha vida carece de sentido.»
de Paul Auster
"Saber que será má uma obra que se não fará nunca. Pior, porém, será a que nunca se fizer. Aquela que se faz, ao menos, fica feita. Será pobre mas existe, como a planta mesquinha no vaso único da minha vizinha aleijada. […] O que escrevo, e que reconheço mau, pode também dar uns momentos de distracção de pior a um ou outro espírito magoado ou triste. Tanto me basta, ou não me basta, mas serve de alguma maneira, e assim é toda a vida."
de Bernardo Soares

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Não tenho, nem encontro palavras suficientes para agradecer a todos que estiveram presentes, outros ausentes mas bem perto do peito, no dia 28 de setembro.
Foi para mim muito importante e especial saber que todos responderam ao meu repto e iluminaram a esta minha loucura, com os seus sorrisos e com algumas lágrimas.
Confesso que sempre tive medo de assumir que escrevia, de mostrar aos outros os meus poemas, mas esse medo torna-se cada vez menor depois de todas as palavras de incentivo que recebi. Este foi também um teste para mim.
Obrigada pela vossa presença, pelas vossas mensagens e pelo carinho demonstrado ao longo de todos estes dias.

3 comentários:

  1. Laurinha,
    minha querida amiga com quem estive presente tão pouco tempo, mas o suficiente para chamar de amiga.
    Fico sinceramente muito feliz por ti. O livro é mais um filho, e espero mais pessoas nessa família.

    Tenho estado com uma gripe fortíssima que passa de uma semana, febre que não cede totalmente e tudo mais, com suspeita de algo mais grave... Conecto apenas uma vez por dia, rapidamente, mas vir aqui ao ler tua atualização, me foi essencial. Que minha família (marido, irmã e filhota), não saibam que vim aqui comentar rsrs Repouso absoluto, me foi recomendado.

    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Laura
    Aqui de longe torço por você. Depois de um filho, plantar uma árvore , lançar um livro é benção do Divino.
    Muito e muito sucesso.
    bjs.

    ResponderEliminar